Copa do mundo é liberdade dos iranianos para tomar cerveja


Algo bastante comum para nós brasileiros, tomar uma “gelada” não é tão simples em outros países. No Irã, bebidas alcoolicas são proibidas desde 1979. Mas nada melhor do que combinar cerveja com futebol. E com a participação do Irã na Copa do Mundo, muitos torcedores iranianos que vieram ao Brasil para acompanhar sua seleção, estão aproveitando a oportunidade para se esbaldar na cerveja livremente. Vamos torcer para que o Irã consiga passar da primeira fase da copa para que os turistas iranianos possam desfrutar um pouco mais da nossa cerveja gelada.

Veja matéria completa…

http://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/especiais/copa-do-mundo-2014/noticias/1,1195,18,625/2014/06/16/interna-noticia,30621/iranianos-aproveitam-copa-do-mundo-para-tomar-cerveja-algo-proibido-no-seu-pais.shtml

20140616175849530574u

Anúncios

Cerveja grátis para os cariocas que pendurarem a bandeira do Brasil


Segundo o site abaixo, os cariocas que pendurarem uma bandeira verde-amarela da Brahma na sacada dos apartamentos próximos ao Maracanã, ganharam uma caixa de cerveja. Ainda não sabemos se isso é verdade ou não, mas os cariocas já estão pendurando as bandeiras para garantir sua caixinha.

Bem que esta promoção poderia acontecer em outras cidades também, não apenas pela cerveja, mas também para deixar as casas mais coloridas.

Confira…

http://copadomundo.uol.com.br/noticias/redacao/2014/06/15/bandeira-verde-amarela-na-sacada-vale-cerveja-no-entorno-do-maracana.htm

vale-caixa-de-cerveja-predio-no-entorno-do-maracana-exibe-bandeira-de-cervejaria-1402793687880_615x300

Aplicativo ajuda a encontrar cerveja barata mais próxima


Um app gratuito para iPhone promete ajudar a busca por cerveja barata mais próxima. O app Easybeer é colaborativo, que significa que a informação inserida nele vem dos próprios usuários (assim como o Waze GPS). Baseado na localização geográfica do celular, ele lista as cervejas mais baratas da marca que você escolheu com os preços e localização dos mercados ou bares da região.

Se você tem iPhone vale a pena testar este aplicativo.

Veja reportagem completa: http://new.d24am.com/noticias/tecnologia/aplicativo-ajuda-encontrar-cerveja-barata-mais-proxima/113636

85121_697x437_crop_5396f536549fa

Cervejarias brasileiras conquistam medalhas de ouro


A competição sul-americana de cervejas South Beer Cup 2014, foi dominada por cervejarias brasilerias, que ganharam 70% das medalhas. A grande vencedora foi a cervejaria Tupiniquim, de Porto Alegre. Já testei essa cerveja, gostei bastante e vou escrever sobre ela no próximo post aqui no blog.

Segue matéria publicada na Folha de São Paulo…

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/comida/169069-melhores-da-america-do-sul

south-beer-cup-logo-content

Cerveja e rock – essa combinaçao sempre deu certo


Cervejarias apostam em parcerias com bandas de rock para crescer e ganhar espaço no País

Rock’n roll, talvez o gênero musical mais conhecido do planeta, combina com cerveja, mas harmoniza – e muito – com a estratégia de crescimento das cervejarias artesanais, que apostam em rótulos alusivos ao tempo de estrada de determinadas bandas, ou que celebram uma música de sucesso.

Patricia Cruz/Estadão
Patricia Cruz/Estadão

Um exemplo é a Bamberg, com sede em Votorantim (SP). O negócio, que nasceu em 2005 e faturou R$ 3,5 milhões em 2013, fabrica a cerveja que estampa a marca dos Paralamas do Sucesso (O Calibre), do Nenhum de Nós (Camila, Camila), da banda Raimundos (Raimundos Halles) e do Sepultura (Sepultura Wiezen). Juntas, elas representam entre 7% e 8% do faturamento.

“Estou entrando (com esses produtos) em um público leigo, fora do pessoal que toma cerveja artesanal. É para atingir o fã da banda. Com isso, ele começa a tomar outras cervejas artesanais”, afirma Alexandre Bazzo, um dos proprietários da empresa. As cervejas rock, diz o empresário, têm boa demanda.

Segue matéria completa…

http://pme.estadao.com.br/noticias/noticias,cervejarias-apostam-em-parcerias-com-bandas-de-rock-para-crescer-e-ganhar-espaco-no-pais

Cooler subterrâneo para gelar cerveja


Uma idéia bem maluca, mas ao mesmo tempo interessante foi criada por uma startup dinamarquesa: eCool, uma engenhoca que funciona como um cooler subterrâneo, que dispensa energia elétrica e usa o isolamento natural da terra para conservar a temperatura da bebida.

Na dinamarca deve funcionar bem, mas para o nosso clima tropical acho que não resolver muito. Mas por curiosidade vale a pena ler a matéria publicada no site da Info: Cooler subterrâneo garante cerveja gelada — é só enterrar

thumb-110622-ecoool-resized

Origem da Brahma Granja Comary é questionada


Confesso que quando vi a propaganda da Brahma Granja Comary achei um pouco estranho. Plantar e colher uma boa cevada não é tão simples assim. Mas vamos aguardar o resultado final deste questionamento. Segue reportagem publicada no site da Exame.

São Paulo – A edição especial da cerveja Brahma Granja Comary, cuja cevada foi promovida pela marca como plantada, cultivada e colhida no local de treino da seleção brasileira, está tendo sua origem questionada.

O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar), que se reuniu nesta quarta-feira, julgará a denúncia de um consumidor que pede a comprovação da fonte do ingrediente, segundo porta-voz do órgão. A Ambev nega as acusações.

De aconrdo com o Conar, a fabricante deverá reunir provas de que a informação veiculada em anúncios e no rótulo da embalagem é verdadeira. O processo pode, se for o caso, ser arquivado. Caso a fonte não seja autêntica, o Conar pedirá alteração ou suspensão da publicidade do produto.

Além do processo no Conar, a mesma reclamação sobre a autenticidade da cerveja vem fazendo barulho na internet depois de post publicado pelo blogueiro Juca Kfouri. Segundo texto do colunista do UOL, ele protagonizou “dois dias e meio de procura incansável” pelas plantações de cevada no local, sem sucesso.

Segundo afirmou a Brahma em comunicado, a colheita aconteceu no começo do ano de 2014. “O cereal foi beneficiado, transformado em malte e utilizado na produção da cerveja. Se hoje não há cevada na Granja Comary, é justamente porque o cereal foi usado no produto que já está sendo comercializado no mercado”, diz o texto.

size_590_Brahma_lanca_edicao_especial_cerveja_Granja_Comary

http://exame.abril.com.br/marketing/noticias/origem-da-cevada-da-brahma-granja-comary-e-questionada