Benediktiner Weissbier


sorrindo copyA Benediktiner Weissbier é uma cerveja de trigo tradicional alemã que segue desde 1330 a receita dos monges beneditinos.

Tem coloração avermelhada turva, espuma de média densidade e duração, aroma de banana e baixo amargor. Cerveja refrescante e macia. Desce muito bem. Recomendo.

Ingredientes: Água, malte de cevada, malte de trigo, lúpulo e levedura.

alemanha
Origem: Alemanha
Estilo: German Weizen
Teor Alcoólico: 5,4%
Amargor: baixo
Temperatura sugerida para degustação de 5 a 7°C

wpid-20151123_083746.jpg

Anúncios

Burgman Midnight Riders Weiss


feliz copy A Cervejaria Burgman se uniu ao motoclube Midnight Riders para lançar de um novo rótulo para a cerveja de trigo: Burgman Midnight Riders Weiss. Mas não é qualquer rótulo, mas sim um personalizado com o nome e brasão do grupo.

O rótulo aliás é bem bacana e combinou muita bem com a cerveja. O rótulo de uma cerveja é a principal apresentação e muitas vezes pode ajudar a vender (até mesmo uma cerveja ruim). Mas neste caso deu tudo certo… rótulo bonito e cerveja excelente.

Cerveja de coloração amarela turva comum ao estilo, espuma de média duração e densidade, aroma frutado de banana, baixo amargor e muito refrescante. Sempre que provo uma nova cerveja de trigo acabou comparando com a Erdinger. E na minha humilde opinião, esta Burgman é tão boa quanto uma Erdinger.

Ingredientes: Água, malte de cevada, malte de trigo, lúpulo e levedura.

bandeira-do-brasil
Origem: Brasil (Sorocaba-SP)
Estilo: German Weizen
Teor Alcoólico: 5,5%
Amargor: baixo
Temperatura de degustação: 5 a 7ºC

wpid-20150914_082611.jpg

 

Coruja Alba Weizen


indiferente copy Cerveja de trigo produzida em Forquilhinha (SC), a Coruja Alba Weizen é um pouco diferente das conhecidas. Leva em sua formulação quatro maltes especiais e carrega um pouco mais de amargor.

Uma cerveja de coloração amarelo turvo, espuma de baixa formação e persistência, aroma suave de banana, leve amargor e um sabor marcante de álcool. Gosto de cervejas de trigo mas essa não me agradou.

Ingredientes: Água, malte de cevada, malte de trigo, lúpulo e levedura.

bandeira-do-brasil
Origem: Brasil (Forquilinha-SC)
Estilo: German weizen
Teor Alcoólico: 5,5%
Amargor: baixo/médio
Temperatura de degustação: 5 a 7ºC

wpid-20150823_220441.jpg

 

Erdinger Alkoholfrei


sorrindo copy A cerveja ERDINGER Alkoholfrei é uma bebida isotônica refrescante. Ela fornece vitaminas essenciais ao corpo após exercício físico como ácido fólico e vitamina B12, ajuda a reduzir a fadiga e apoia o sistema imunológico. Apesar do baixo teor alcoólico, é uma cerveja fabricada sob a lei de pureza da Baviera.

Cerveja de coloração levemente alaranjada, espuma de baixa densidade e média duração, pouco aroma de trigo, baixo amargor e leve sabor de mel. Uma boa opção para quem não quer consumir álcool, mas nada melhor do que uma Erdinger tradicional.

alemanha
Origem: Alemanha
Estilo: Sem álcool
Teor Alcoólico: 0,4%
Amargor: baixo
Temperatura sugerida para degustação de 0 a 4°C

wpid-20150815_130141.jpg

 

 

 

Bierland Weizen


feliz copy A Bierland Weizen é uma cerveja brasileira produzida com malte de cevada e de trigo, de alta fermentação, inspirada nas típicas receitas da Baviera, região sul da Alemanha.

Uma excelente cerveja refrescante de coloração amarela turva, espuma de média  densidade e duração, aroma frutado e baixo amargor, típicos do estilo.

Origem: Brasil (Blumenau-SC)
Estilo: German Weizen
Teor Alcoólico: 4,7%
Amargor: baixo
Temperatura de degustação: 5 a 7ºC

wpid-20150628_212124.jpg

As 10 cervejas mais vendidas no mundo


intelectual copy Um estudo elaborado pela Bloomberg referente à participação de cada marca de cerveja, lista as 10 mais vendidas no mundo.

E para as surpresas de muitos, a líder é a cerveja chinesa Snow que cresceu na última década 573%, se comparado ao último estudo de 2005. Mas os Brasil também esta na lista com Skol e Brahma.

Veja lista das 10 mais vendidas no mundo:

1. Snow (China)
No Ranking de 2005, estava em 11º
Participação de mercado: 5,4%
Aumento de vendas desde 2005: 573%

2. Tsingtao (China)
No Ranking de 2005, estava em 10º
Participação de mercado: 2,8%

3. Bud Light (EUA)
No Ranking de 2005, estava em 1º
Participação de mercado: 2,5%
Vendas caíram 7% desde 2009

4. Budweiser (EUA)
No Ranking de 2005, estava em 2º
Participação de mercado: 2,3%

5. Skol (Brasil)
No Ranking de 2005, estava em 3º
Participação de mercado: 2,2%

6. Yanjing (China)
No Ranking de 2005, estava em 16º
Participação de mercado: 1,9%
Conhecida como a cerveja “oficial” do país

7. Heineken (Holanda)
No Ranking de 2005, estava em 6º
Participação de mercado: 1,5%
A mais antiga das cervejas deste ranking, com 142 anos de história

8. Harbin (China)
No Ranking de 2005, estava em 15º
Participação de mercado: 1,5%
Marca chinesa que pertence à AB InBev

9. Brahma (Brasil)
No Ranking de 2005, estava em 5º
Participação de mercado: 1,5%

10. Coors Light (EUA)
No Ranking de 2005, estava em 7º
Participação de mercado: 1,3%

1-Snow-Beer-maiores-marcas-de-cerveja-do-mundo

Matarelo Weiss


feliz copy Em sua quarta geração no Brasil, a família Perini, tradicional na produção de vinhos em Farroupilha-RS, realiza o sonho de lançar um portfólio de cervejas artesanais especiais. Assim nasce MATARELO, em homenagem à pequena cidade da região do Trento, na Itália, de onde partiram os imigrantes que se estabeleceram na Serra Gaúcha em 1876.

A cerveja Matarelo Weiss tem coloração alaranjada turva, espuma de média duração, aroma que remete ao mel, sabor adocicado e baixo amargor. Uma cerveja de trigo excelente que pode brigar de frente com muitas tradicionais como a Erdinger. Recomendo.

bandeira-do-brasil
Origem: Brasil (Santa Maria-RS)
Estilo: German Weizen
Teor Alcoólico: 5%
Amargor: baixo
Temperatura de degustação: 5 a 7ºC

wpid-img_20150328_122515125.jpg

banner_loja2 copy