La Trappe Witte Trappist


feliz copy 
Mais uma excelente cerveja da La Trappe: Witte Trappist. A única Witbier Trappist no mundo.

Cerveja de coloração amarela levemente turvo, com boa formação de espuma, aroma de malte de trigo com frutas cítricas, sabor refrescante com baixo amargor. O processo de servir é o mesmo usado para uma cerveja de trigo: deixe um pouco do líquido no fundo da garrafa, agite e derrame o restante no copo.

holanda
Origem: Holanda
Estilo: Witbier
Teor Alcoólico: 5,5%
Amargor: baixo
Temperatura de degustação: 4 a 6ºC

Blue Moon Belgian White



A Blue Moon Belgian White nasceu no estádio de beisebol de Denver, Coors Field, em 1995. Por mais de 20 anos, a cervejaria Sandlot proporciona à equipe de cervejeiros uma oportunidade de criar e compartilhar novas cervejas com fãs de todo o mundo.

Cerveja de trigo fabricada com casca de laranja, com cor alaranjada, espuma de média formação e persistência, aroma e sabor cítrico, um pouco mais amargo do que outras cervejas desse estilo. Eu provei essa cerveja comparando com a Vedett… prefiro a Vedett, mas ainda quero fazer mais uma prova da Blue Moon acompanhado de uma fatia de laranja.

Bandeira-dos-Estados-Unidos-2000px
Origem: Estados Unidos
Estilo: Witbier
Teor Alcoólico: 5,4%
Amargor: baixo/médio
Temperatura sugerida para degustação de 3 a 5°C

Het Nest Poker Face


feliz copy
A cervejaria belga Het Nest começou como um clube fechado de degustação de cerveja no final de 2000, e ninguém imaginaria que  15 anos depois, seriam uma super cervejaria. Fato interessante é que o clube de degustação de cerveja era chamado de “A Ordem do Pardal Bêbado” com um logotipo de dois pardais com uma cerveja em seu ninho. E claro que depois de muita degustação, em 2006, decidiram iniciar um curso de fabricação de cerveja, e logo depois mesmos compraram uma pequena instalação de cerveja. No final de 2006 saiu a produção das primeiras cervejas amadoras e após anos de experimentos, hoje a Het Nest produz excelentes cervejas belgas.

Tive a felicidade de ganhar um kit com 5 garrafas dos meus amigos do trabalho e hoje começo a postar a degustação de cada uma. Iniciando pela cerveja com menor tero alcoolico, a PokerFace é uma cerveja amarela turva, espuma de média duração, um leve aroma de coentro, levemente amarga e muito refrescante. Excelente.

belgica
Origem: Bélgica
Estilo: Witbier
Teor Alcoólico: 5,5%
Amargor: médio
IBU 30

Bohemia Bela Rosa


sorrindo copy
Integrante do primeiro trio de cervejas artesanais da Bohemia, a Bohemia Bela Rosa é uma Witbier com seus ingredientes característicos como trigo, casca de laranja e coentro, mas que conta ainda com um toque brasileiro com a adição de pimenta-rosa.

Cerveja de coloração amarelo vivo, um pouco turva, espuma de boa formação, pouca persistência, aroma de cítrico e herbal, baixo amargor e no sabor a pimenta é quase imperceptível. Uma boa cerveja, mas foge um pouco do estilo. Ainda assim é a melhor do trio (Jabutiba e Caá-Yari).

bandeira-do-brasil
Origem: Brasil
Estilo: Witbier
Teor Alcoólico: 5,2%
Amargor: baixo
Temperatura de degustação: 5 a 7ºC

Vedett Extra White


feliz copy A cerveja Vedett Extra White passa uma imagem contemporânea, mas é produzida pela tradicional Duvel. Uma curiosidade é que você pode enviar uma foto e ter mil garrafas impressas com ela. Infelizmente, apenas na Inglaterra você pode encomendar um pack de suas “próprias” Vedetts.

Cerveja de cor amarelo palha, turva, espuma baixa com média densidade e duração, leve aroma de coentro e trigo, baixo amargor com uma sensação de refrescância cítrica. Excelente cerveja.

belgica
Origem: Bélgica
Estilo: Witbier
Teor Alcoólico: 4,7%
Amargor: baixo
Temperatura sugerida para degustação de 4 a 5°C

img_20160210_134305.jpg

Hoegaarden


indiferente copyRecentemente li uma reportagem sobre as cervejas do estilo Witbier Belgas e resolvi testá-las e comprei a Hoegaarden Witbier. A reportagem era só elogios para este estilo, mas honestamente não me agradou tanto.

Witbier é um estilo de cerveja de trigo temperada com sementes de coentro e cascas de laranja, que nasceu na Bélgica há mais 400 anos e havia desaparecido por volta dos anos 1950.  Na aparência, tem cor amarelo turvo, como todas as cervejas de trigo, devido aos resíduos de levedura.  A espuma é cremosa e persistente, desde que a garrafa seja agitada no final (processo básico para servir cervejas de trigo).

Sou um apreciador de cervejas de trigo, como a Erdinger, mas a Hoegaarden não me agradou. Ela tem baixo amargor, sabor típico de trigo, mas há algum retrogosto que me deixou com aquela sensação de que ‘não quero mais uma”.

Estilo: Witbier
Teor Alcoólico: 4,9%
Amargor: baixo
Disponível em garrafas de 330ml
Origem: Bélgica

wpid-20140913_193826.jpg