Orval


indiferente copy
Localizada dentro dos limites da Abadia, a Cervejaria Orval foi criada em 1931 para financiar os enormes trabalhos de reconstrução de Orval. Contratou trabalhadores leigos desde o início, incluindo o mestre cervejeiro Pappenheimer, que inventou a receita. As receitas de royalties geradas a partir da marca vão para obras de assistência social e manutenção dos edifícios.

A cerveja Orval é uma cerveja de alta fermentação. Os vários estágios da fermentação – fermentação combinada com o fermento original e com fermento selvagem, seguido de fermentação na garrafa – significam que a cerveja deve envelhecer por algum tempo e requer vários controles de qualidade.

Conheci a Orval quando assistindo um programa na televisão que mostrou todo o cuidado na sua produção. Fiquei curioso em provar essa cerveja especial. Cerveja de cor de cobre, turva, espuma de boa formação e baixa persistência, aroma forte de algo estranho como enxofre, mas também de nozes e malte, sabor seco, ácido com presença herbal e amargor alto. Uma das cervejas mais complexas que provei e a primeira sensação não foi das melhores. Mas vou provar novamente para ter mais uma avaliação.


Origem: Bélgica
Estilo: Special Belgian Beer
Teor Alcoólico: 6,2%
Amargor: alto
Temperatura sugerida de degustação: 2 a 4ºC

Barbãr Honey Ale


indiferente copy
Fabricada pela cervejaria belga Lefebvre, a cerveja Barbãr Honey Ale contém mel na sua receita. O mel foi muito utilizado no início da fabricação das cervejas. Este exemplar lembra as primeiras cervejas.

Cerveja de coloração dourada, espuma de baixa formação e pouca persistência, aroma adocicado floral, sabor equilibrado com mel bem sutil, baixo amargor e álcool presente. Não é uma cerveja adocicada como se poderia imaginar pela presença do mel. Cerveja complexa.


Origem: Bélgica
Estilo: Belgian Strong Ale
Teor Alcoólico: 8%
Amargor: baixo
Temperatura sugerida de degustação: 5 a 7ºC